TOKYO – Homem condenado a 12 anos de prisão por manter garota em cativeiro por 2 anos

O Tribunal Superior de Tóquio condenou na quarta-feira um homem a 12 anos de prisão por sequestrar uma adolescente e mantê-la em cativeiro por dois anos a partir de 2014, anulando a decisão de primeira instância que lhe deu nove anos de prisão.
Os promotores disseram que a decisão anterior em março do ano passado era leve demais, considerando a natureza viciosa do crime. Eles exigiram uma prisão de 15 anos para Kabu Terauchi, que sequestrou a menina em um carro quando estava voltando para casa de uma escola secundária em Asaka, Prefeitura de Saitama, em 10 de março de 2014.
O tribunal superior reconheceu que Terauchi, 26 anos, é capaz de assumir total responsabilidade criminal por suas ações.

 

“Foi um crime extremamente astuto com a mente da vítima manipulada chamando a menina pelo nome dela, o que ele confirmou com antecedência”, disse o juiz Atsuo Wakazono ao proferir a sentença.

Terauchi também recorreu da decisão do Tribunal do Distrito de Saitama, com seus advogados alegando que era errado que ele fosse plenamente competente para ser responsabilizado criminalmente devido à esquizofrenia.

Enquanto o tribunal de primeira instância determinou que o confinamento físico era moderado quando Terauchi deixou uma janela destrancada ou fez uma viagem, Wakazono disse que o homem controlava a menina, agora com 18 anos, psicologicamente, e esses aspectos não deveriam ser levados em conta.

De acordo com a decisão, Terauchi a manteve em cativeiro primeiro em seu apartamento em Chiba, a leste de Tóquio, e depois em outro apartamento no N de Tóquio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *