SHIGA – Tribunal condena ex-colegas a pagarem Y38,5 mil por induzir estudante a suicídio através de bullying

Na quinta-feira, um tribunal japonês ordenou que dois ex-colegas de escola de um estudante do ensino médio – que se suicidou em 2011 – paguem indenização no valor de 37,5 milhões de ienes, reconhecendo que sua intimidação levou à sua morte.
O ponto focal do julgamento no Tribunal do Distrito de Otsu foi se eles haviam intimidado o menino de 13 anos de idade, e se havia um nexo causal entre o assédio moral e sua morte.
A família enlutada alegou que o menino foi levado à morte por bullying e procurou um total de 38,5 milhões de ienes de três ex-colegas e seus pais.

No entanto, o tribunal negou que o terceiro ex-colega de classe fosse obrigado a pagar indenização, alegando sua falta de envolvimento. Quanto aos pais dos réus, não constatou nenhuma violação dos deveres de supervisão.

“O ataque dos dois ex-colegas aumentou e, quando as relações do aluno com os amigos desabaram … ele sentiu uma forte sensação de isolamento e começou a pensar que queria morrer”, disse a juíza Shigeyasu Nishioka ao proferir a sentença.

Durante a audiência, a família argumentou que houve “intimidação severa”, com os ex-colegas de classe forçando o menino a comer uma abelha morta e constantemente dizendo-lhe para morrer.

Os réus admitiram algumas ações pelas quais foram acusados ​​pela família, mas alegaram que pensavam que estavam apenas tocando juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *