Ex-enfermeira indiciada por matar 3 pacientes idosos no hospital de Yokohama

YOKOHAMA
Os promotores de Yokohama indiciram uma ex-enfermeira de 31 anos por causa dos assassinatos de três pacientes terminais em um hospital, injetando um desinfetante na bolsa intravenosa.

Ayumi Kuboki, que foi presa em julho por suspeita de matar pelo menos três e possivelmente um quarto paciente, foi condenada a passar por uma avaliação psiquiátrica por três meses, de setembro até o final de novembro, informou a Fuji TV. Os promotores disseram que a avaliação a encontrou mentalmente preparada para ser julgada.

Kuboki foi acusado de matar Nobuo Yamaki e Sozo Nishikawa, ambos com 88 anos, que estavam na mesma enfermaria do Hospital Oguchi, assim como outro paciente idoso.

Kuboki trabalhou no hospital, que desde então foi renomeado Hospital Yokohama Hajime, de meados de 2015 até o início de 2017. Autoridades dizem que entre julho e 20 de setembro de 2016, 48 pacientes morreram no hospital, incluindo cinco pacientes em um único dia Agosto e quatro em um dia no início de setembro, mas Kuboki só admitiu ter matado três pacientes.

Após sua prisão, Kuboki disse que injetou o desinfetante nos pingos para que eles morressem quando estava de folga. Ela foi citada pela polícia dizendo que se os pacientes morressem enquanto ela não estava no trabalho, ela não teria que passar pela provação de discutir suas mortes com membros da família enlutados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *