Agência espacial do Japão encontra 10 outras crateras artificiais feitas em asteróide

A agência espacial japonesa informou  que 10 outras crateras menores foram encontradas em um asteróide depois que a sonda espacial Hayabusa2 produziu uma cratera artificial no mês passado como parte de sua missão de explorar a origem da vida e a evolução do sistema solar.
Quando o explorador de asteróides disparou um objeto de metal no asteróide Ryugu em 5 de abril para criar uma cratera no primeiro experimento do mundo, fragmentos do impactador espalharam outras crateras, de cerca de 1 metro de diâmetro, informou a Agência de Exploração Aeroespacial do Japão.

As crateras recém-descobertas, juntamente com a inicial encontrada anteriormente – que tem cerca de 10 metros de diâmetro e 2 a 3 metros de profundidade – devem ajudar a agência a examinar a superfície do asteróide e estimar sua idade, de acordo com a JAXA.

A agência continuará investigando a superfície de Ryugu, a cerca de 340 milhões de quilômetros da Terra, na esperança de que até junho encontre um local adequado para a Hayabusa2 coletar mais amostras de superfície após o primeiro procedimento em fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *